Visor transparente e máscara com válvula não impedem contágio de coronavírus

0

Visores transparentes e máscaras com válvulas são ineficazes para conter o novo coronavírus, mostra pesquisa publicada na revista Physics of Fluids, do Instituto Americano de Física. Os cientistas simularam tosses e espirros usando um manequim com nariz e boca cobertos por diferentes tipos de proteção: máscaras caseiras, cirúrgicas simples de duas marcas diferentes, visores transparentes e máscaras do tipo N95 com ou sem válvula de expiração.

Para acompanhar a dispersão das gotículas de saliva que podem contar o coronavírus, eles usaram uma bomba manual que criou jatos de água destilada e glicerina, e acompanharam sua dispersão no tempo e no espaço com lâminas de laser. “Conforme os alunos retornam às escolas e universidades, alguns se perguntam se é melhor usar protetores faciais, pois são mais confortáveis e fáceis de usar por longos períodos de tempo. Mostramos porém que eles não protegem contra a contaminação”, disse Siddhartha Verma, coautor do estudo com Manhar Dhanak e John Frankenfield.

O resultado pode guiar as decisões de vários governos que têm tornado o uso de máscaras obrigatório em qualquer espaço público, como regiões da Bélgica, ou no transporte público, como Alemanha e Itália. Na França, a partir desta terça, os equipamentos também terão que ser usados em empresas em que grupos trabalhem em lugar fechados. “Se os equipamentos não são eficazes, você está colocando todos em um espaço apertado com gotículas se acumulando ao longo do tempo, o que pode levar a infecções”, diz Verma.

No caso dos protetores transparentes, o experimento mostrou que o jato inicial é bloqueado, mas as gotículas escapam pela parte inferior do visor já no primeiro segundo. Em cerca de 10 segundos, já alcançaram 1 metro de distância, “espalhando-se com relativa facilidade por uma grande área, mesmo que a movimentação de ar no ambiente seja leve”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Educação de Dormentes (PE) conquista o 1º lugar no IDEB entre as cidades do Vale do São Francisco

Dormentes é mais uma vez destaque no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), …