Visitas presenciais a detentos estão suspensas até 31 de julho

0

Em decisão unânime entre os estados, o Conselho Nacional dos Secretários de Estado da Justiça, Cidadania, Direitos Humanos e Administração Penitenciária (Consej) decidiu pela manutenção da suspensão das visitas presenciais em unidades prisionais até o próximo dia 31 de julho. A recomendação poderá sofrer alterações, a depender da ascendência ou redução da curva de contágios da Covid-19.

Secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco e presidente do Consej, Pedro Eurico defende que a contenção do avanço da pandemia no sistema prisional se deve amplamente à suspensão das visitas. “Entendemos a aflição das famílias, mas é preciso entender que essa não é uma condição ou penalidade aplicada exclusivamente às pessoas privadas de liberdade. O isolamento está sendo direcionado para toda a sociedade e tem um único objetivo: salvar vidas” reforçou Eurico.

A diretora-geral do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Tânia Fogaça, participou da reunião junto a outros gestores da pasta e informou que posteriormente o órgão irá se posicionar com relação ao tema no âmbito federal por meio de portaria específica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também