Vereador de Petrolina (PE) Paulo Valgueiro defende testagem em massa para o Covid-19

0

O vereador, Paulo Valgueiro, defende a ideia de que a testagem rápida para o Covid-19 em Petrolina deve ser feita em massa e com caráter de urgência. De acordo com Valgueiro, a análise ampla do número de pessoas infectadas pela doença dará ao Governo municipal elementos concretos para um planejamento eficaz de combate à disseminação. “A municipalidade deve procurar uma forma de examinar a população de Petrolina para executar ações no intuito de diminuir os riscos de contaminação. Não basta só fechar o comércio e outros serviços, parques, igrejas, entre outros. É preciso monitorar o contágio por bairros e localidades, com a testagem em massa.”.

Valgueiro reforça que a Prefeitura de Petrolina deve adotar, com urgência, essa testagem coletiva para tentar conter, imediatamente, o avanço da covid-19 no município. “Deve ser adotada a testagem em massa nos bairros, incluindo os mais vulneráveis e os que possuem maior número de casos positivos do novo coronavírus. Essa ação seria para identificar como o vírus está circulando nesses bairros e adotar medidas de prevenção contra a disseminação da doença nos respectivos locais. Isso permite que o próprio município trace o perfil epidemiológico e promova ações eficazes de prevenção e controle de disseminação da doença”, explica o vereador, que é líder da Bancada de Oposição de Petrolina.

Preocupado com a expansão do vírus, na sessão da Câmara Plínio Amorim, na última quinta (09), Valgueiro apresentou o Requerimento n°183/2020, solicitando ao prefeito Miguel Coelho a testagem coletiva para o Covid-19 na invasão Vila da Fé, localizada no Bairro João de Deus. Antes disso, Valgueiro já tinha solicitado a interiorização da testagem para o covid-19, nas unidades de saúde de Rajada, Izacolândia e demais unidades no interior do município, bem como a testagem rápida obrigatória para detecção do Covid-19 dos trabalhadores do comércio, mototaxistas, taxistas, motoristas de aplicativo e demais transportes públicos, funcionários da construção civil, profissionais de imprensa e demais categorias liberadas para trabalhar com a reabertura do comércio e a retomada dos serviço no início de junho. (Ascom)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também