Verdejante (PE): Justiça cassa prefeito, vice e vereador

Em decisão proferida nesta sexta-feira (16) o juiz da 75ª Zona Eleitoral de Pernambuco, Neider Moreira Reis Júnior, cassou os mandatos do prefeito de Verdejante, Haroldo Tavares (foto), PSB, do vice Dorinho (DEM) e do vereador João de Santinha (PSB). A sentença também torna-os inelegíveis por oito anos.

O magistrado julgou procedente uma ação de investigação judicial eleitoral (Aije) impetrada pela coligação “Mudança já”, liderada pelo candidato a prefeito Adailton Monteiro (PSDB), derrotado na última eleição. Entre as diversas irregularidades apontadas pelos autores da processo, estão:

Pagamento de R$ 50 mil e a doação de dois poços artesianos ao vereador João de Santinha em troca de apoio político, a promessa de poços para outros legisladores em troca de aprovação de projetos de lei de interesse do Executivo, contratação de pessoas condenadas na Justiça e que cumpriam prisão em regime fechado em 2012, bem como contratações vedadas em ano de eleição e propaganda eleitoral em perfis públicos e utilização de veículo da Prefeitura para deslocamentos pessoas e atos de campanha.

Esses argumentos foram suficientes para que o juiz Neider Moreira Júnior entendesse que houve abuso de poder. Os condenados ainda podem recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) (Informações Blog Magno Martins)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Senado aprova projeto de lei que reduz tarifa de energia por cinco anos

Senadores aprovaramm em votação simbólica, um projeto de lei que reduz as tarifas de energ…