Velório e cremação do indigenista Bruno Pereira será realizado nesta sexta-feira (24), em Paulista (PE)

O velório e a cremação do indigenista pernambucano Bruno Pereira, que morreu aos 41 anos após desaparecer no Amazonas, acontecerá nesta sexta-feira (24), no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife (PE)

De acordo com a administração do cemitério, o velório, que será aberto ao público, será realizado às 9h, na sala de velório central. Já a cremação, que está marcada para às 15h, será reservada à família.

Os restos mortais de Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips foram identificados no último sábado (18). Ambos foram mortos a tiros “com munição típica de caça” na Amazônia, segundo informou a Polícia Federal.

Eles foram vistos pela última vez em 5 de junho, quando se dirigiam de barco para a cidade de Atalaia do Norte, oeste do estado do Amazonas, durante uma pesquisa para um livro sobre a preservação ambiental da floresta.

Nascido no Recife, Bruno Pereira foi servidor de carreira da Fundação Nacional do Índio (Funai) e defensor das causas indígenas. Casado com a antropóloga Beatriz Matos, o indigenista deixa três filhos. (Folha PE)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Plantio de mudas dá início a projeto para recuperação da nascente do Munduri em Jaguarari (BA)

O plantio de mil mudas de árvores nativas da Caatinga, marcou no último sábado (02), no mu…