Usar o celular 2 horas por dia traz impacto positivo na saúde mental dos adolescentes, diz estudo

Estudo realizado por pesquisadores da Universidade Hanyang, na Coreia, mostra que adolescentes de 13 a 18 anos que usam celulares por apenas duas horas por dia te risco menor de sofrer com problemas de saúde mental, como: depressão, problemas de sono, estresse, pensamentos suicidas e dependência de álcool.

Porém, aqueles que tiveram o uso do aparelho por mais de 4 horas foram associadas a um risco maior de até 22% desses problemas de saúde.

Embora uma grande parte das pesquisas tenha mostrado que o tempo excessivo de tela pode ser prejudicial ao bem-estar, os pesquisadores dizem que suas descobertas mostram que pequenas quantidades podem ser “benéficas” para fins sociais, o que pode ajudar a combater a solidão e o isolamento. Entretanto, o uso excessivo pode ser um sinal de infelicidade em outras áreas da vida.

Segundo os resultados, os adolescentes que usavam o telefone menos de duas horas por dia tinham 30% menos probabilidade de ficarem estressados e 27% menos probabilidade de dormir mal. Eles também tinham 38% menos probabilidade de ficarem deprimidos, 43% menos chance de serem suicidas e tinham 47% menos viabilidade de abusarem do álcool.

Entretanto, naqueles que usavam o aparelho mais de 4 horas por dia tinham maior probabilidade de ser obesas e ter problemas de saúde mental. Segundo os pesquisadores, isso pode ocorrer porque eles passam mais tempo ao telefone em vez de se exercitarem.

O aumento do uso das redes sociais também está ligado à infelicidade, à medida que as pessoas comparam a si mesmas e às suas vidas com as de outras pessoas online. Eles também tinham maior chance de ficarem estressados, deprimidos, dormirem mal e cometerem suicídio. (Agência O Globo)

Fechado para comentários

Veja também

Câmara dos Deputados aprova criação de tarifa social de água e esgoto para pessoas de baixa renda

A Câmara aprovou nesta quarta-feira (28) a criação de uma tarifa social de água e esgoto p…