UPE aprova bônus de 10% na nota para alunos que fizerem Enem para medicina, odontologia e direito

A Universidade de Pernambuco (UPE) aprovou, na quinta ((26), bônus de 10% na nota para os estudantes que ingressarem nos cursos de medicina, odontologia e direito, por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Segundo a instituição, a regra vale para que se inscrever, a partir de 2021, no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e seguir alguns critérios.

De acordo com o pró-reitor de Graduação, professor Ernani Martins, serão contemplados com a elevação da nota final os estudantes que se inscreverem em medicina no Recife, em Garanhuns, no Agreste, e Serra Talhada, no Sertão.

Também serão contemplados os alunos que se inscreverem em odontologia em Camaragibe, no Grande Recife, e em Arcoverde, no Sertão. Por fim, o bônus valerá para quem fizer Enem para direito no Recife e em Arcoverde.

“O estudante deverá ter feito todo o ensino médio, em escola pública ou privada, na região onde pretende fazer a faculdade. Ele também precisa morar na mesma área onde fica a unidade da UPE em que ele vai fazer o curso”, disse Martins.

O pró-reitor explicou que nos cursos do Recife e Camaragibe, o estudante deve ter estudado e ser morador da capital, Região Metropolitana e ou Zona da Mata.

Nos casos de Garanhuns e Serra Talhada e Arcoverde, é necessário ter feito o ensino médio e ser residente no Agreste e no Sertão, respectivamente.

“Esse é um processo que já estávamos avaliando para os cursos de grande demanda. O bônus de 10% vale para quem estudou em escola pública ou privada, sendo diferente das cotas já existentes”, afirmou Martins.

Segundo ele, a novidade foi aprovada pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe), um dos órgãos colegiados da UPE. O aluno egresso de escola pública c[pode concorrer por sistema de cotas, que reserva 20% das vagas.

Para medicina, são 210 vagas oferecidas pela universidade. Direito e odontologia têm 100 oportunidades, cada.

O Enem será realizado em janeiro e fevereiro de 2021. O Sisu deverá abrir inscrições em março e abril, mas não foi divulgada a data.(g1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Governo Bolsonaro corta benefícios fiscais para pesquisa científica no país e atinge projetos sobre Covid-19

O governo Jair Bolsonaro cortou 68,9% da cota de importação de equipamentos e insumos dest…