UPAE/IMIP de Petrolina realiza 835 cirurgias eletivas de pequeno e médio porte no mês de julho

0

A coordenadora geral da Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE/IMIP), Grazziela Franklin, apresentou, na última quarta-feira (14), o resultado do mutirão de cirurgias de catarata realizado pelo serviço (em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde) e destacou o recorde de cirurgias no mês de julho, em reunião da Comissão Intergestores Municipal da VIII Regional de Saúde de Pernambuco (CIR/Geres).

Foram 835 cirurgias eletivas de pequeno e médio porte em um único mês. Deste total, 346 correspondem às cirurgias oftalmológicas, sendo 302 de catarata. “Esse é o nosso recorde de cirurgias e ficamos muito felizes com o resultado, pois nós zeramos a fila de espera por cirurgias de catarata na UPAE de Petrolina. Missão dada é missão cumprida”, destacou a coordenadora geral, Grazziela Franklin, no início da sua fala.

Além desses números, Grazziela também informou aos gestores de saúde municipais que a Unidade estará realizando, nos meses de agosto e setembro, outro mutirão de cirurgias e exames. Na parte de cirurgia estão sendo contempladas as especialidades de vascular, otorrinolaringologia e proctologia. Já os exames que fazem parte do mutirão são: escleroterapia, eletroneuromiografia e endoscopia.

Com essa iniciativa a UPAE pretende diminuir entre 50 e 70% o tempo dos usuários na fila de espera. “Quanto mais pacientes a gente consegue puxar do final da fila, mas próximo a gente consegue marcar o procedimento dos novos usuários que entram no serviço”, justifica.

De acordo com a coordenadora esse novo mutirão só foi possível devido a uma série de medidas administrativas: “Utilizamos o mecanismo de gestão de filas, negociamos o valor com os médicos, conseguimos insumos mais baratos e fizemos um levantamento dos maiores gargalos para identificarmos as necessidades reais”.

A gestora da VIII Geres, Aline Jerônimo, parabenizou as ações e elogiou o alinhamento da coordenação da UPAE com os municípios. “Todas essas iniciativas têm sido muito exitosas, especialmente esse feedback que está sendo dado aos secretários municipais. Sem dúvida, essa aproximação é muito importante para toda a região”, ressaltou.

Na oportunidade, Grazziela também falou sobre o número de faltosos. “No mutirão de catarata, por exemplo, esse índice chegou a quase 10%. Quando isso acontece, o médico deixa de atender, um paciente deixa de ser operado e a gente ainda perde lente que é feita sob medida. Então, a partir de agora conto com a colaboração de todos para essa busca ativa”, reforçou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

“Vou continuar fazendo a política de oposição ao prefeito Miguel Coelho”, afirma vereador Elismar Gonçalves

O vereador Elismar Gonçalves afirmou ao Blog que continua sendo oposição ao prefeito Migue…