Univasf sediará o 22º Congresso Brasileiro de Floricultura e Plantas Ornamentais e o 9º Congresso Brasileiro de Cultura de Tecidos de Plantas

0

Abordar o uso da biotecnologia na produção de plantas e a potencialização no mercado. Com este objetivo, a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) realizará o 22º Congresso Brasileiro de Floricultura e Plantas Ornamentais (CBFPO) e o 9º Congresso Brasileiro de Cultura de Tecidos de Plantas (CBCTP). O evento acontecerá entre os dias 7 e 11 de outubro, no Complexo Multieventos, Campus Juazeiro (BA). Com o tema “Propagando Inovações para o Florescimento de Novos Mercados”, o congresso é voltado para professores e estudantes de instituições de ensino superior, pesquisadores, representantes governamentais, profissionais, produtores, empresas e comunidade em geral. As inscrições já estão abertas e seguem até o dia 7 de julho para submissão de trabalhos, e para ouvintes até o dia 27 de setembro.

As inscrições são realizadas pelo site. Até o dia 15 abril, as taxas variam entre R$ 171 e R$ 689, a depender da categoria do congressista; minicursos e visitas-técnicas custam R$ 50. Após esta data, os valores estão sujeitos a alterações. Os trabalhos para submissão devem se encaixar nas seguintes áreas temáticas: Economia e Mercado Botânico; Biodiversidade e conservação Propagação e Produção de Mudas; Melhoramento Genético e Novas Culturas; Fitossanidade; Fisiologia Vegetal; Fitotecnia; Pós-colheita; Paisagismo; Usos Inovadores; Desenvolvimento de Produtos.

O evento conta com o apoio da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Semiárido), do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE) e da Universidade do Estado da Bahia (Uneb). O congresso tem como proposta acompanhar novos engajamentos nos campos da floricultura e paisagismo, e promover a floricultura nas entidades governamentais, órgãos de pesquisas e universidades. A programação completa está disponível no site do evento.

De acordo com a presidente do Congresso Brasileiro de Floricultura e Plantas Ornamentais, a professora do Colegiado de Engenharia Agronômica da Univasf Márkilla Zunete Beckmann Cavalcante, o evento é uma oportunidade para refletir sobre novos negócios e geração de empregos na região. “Acreditamos que a realização do congresso fomentará discussões necessárias para que a região possa retomar a produção de flores e plantas ornamentais, adotando tecnologias apropriadas, e criar novas oportunidades de negócios, visando à diversificação da produção agrícola, tanto para geração de emprego, como renda, para micro e pequenos produtores”, afirma.

Segundo o presidente do Congresso Brasileiro de Cultura de Tecidos de Plantas, o professor do Colegiado de Engenharia Agronômica Vespasiano Borges, os congressos irão proporcionar a troca de experiências entre os pesquisadores. “O evento propicia que os pesquisadores conheçam diferentes biomas e realidades do nosso país, sendo útil tanto para seu conhecimento científico, quanto para seu conhecimento pessoal”, observa Borges.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Polícia Federal indicia 13 pessoas pelo rompimento da barragem em Brumadinho (MG)

A Polícia Federal (PF) indiciou ontem (20) sete funcionários da mineradora Vale e seis da …