Univasf oferece apoio psicológico à população LGBTQI+ e a pessoas que perderam entes queridos na pandemia

0

O Centro de Referência em Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (Cerpics) da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) está com inscrições abertas para dois grupos de apoio psicológico e acolhimento à comunidade. São os grupos “Suporte Emocional para Pessoas LGBT+”, com inscrições abertas até este domingo (25), e “Ressignificando o luto em tempos de pandemia”, com inscrições até o dia 6 de novembro. A participação nos projetos é gratuita e as inscrições podem ser feitas por qualquer pessoa com idade acima de 18 anos. Os encontros online serão realizados via Google Meet e Zoom.

Os interessados podem se inscrever através de formulário online. O Grupo de Suporte Emocional para Pessoas LGTBQI+ irá promover um espaço de diálogo, utilizando a abordagem da psicoterapia “Análise Bioenergética”. O grupo vai se reunir semanalmente e o primeiro encontro acontece nesta segunda-feira (26), a partir das 18h. Já o Grupo “Ressignificando o luto em tempos de pandemia” será voltado ao acolhimento e troca de experiências entre pessoas que estejam sofrendo pela morte de entes queridos neste período de pandemia, embora não necessariamente em decorrência da Covid-19. Os encontros serão todas as sextas-feiras, a partir das 16h, com início nesta sexta-feira (23). Todos os diálogos vão ser facilitados pelos estagiários do Cerpics, discentes do último período da graduação em Psicologia da Univasf, sob supervisão do professor do Colegiado de Psicologia Alexandre Barreto.

O Centro de Referência em Práticas Integrativas e Complementares em Saúde é vinculado à Pró-Reitoria de Extensão da Univasf e ao Hospital Universitário (HU-Univasf). O objetivo do Centro é permitir a implementação das Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) na Policlínica da Univasf, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), atuando em três eixos de trabalho: oferta das PICS a usuários do SUS; qualificação de profissionais da atenção primária que atuam em seus bairros; e utilização de métodos sistemáticos para avaliar os procedimentos adotados por cada PICS e a eficácia dela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Com derrota de Marília Arraes, em Recife (PE), PT tem o pior resultado nas eleições municipais desde sua fundação

Com a derrota de Marília Arraes, no Recife (PE), e João Coser, em Vitória (ES), o Partido …