Traficante preso em São Paulo acusado de mais de 100 homicídios na Bahia tinha fama de matar queimando as vítimas

O traficante Diogo de Oliveira Campos, conhecido como “Kiko”, preso em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, nesta quinta-feira (27), era o 4 de Copas do “Baralho do Crime” da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

Segundo informações da SSP-BA, Diogo Campos tinha três mandados de prisão, era procurado por pelo menos 100 homicídios no sudoeste da Bahia e tinha fama de assassinar rivais com extrema crueldade, em alguns casos, queimando as vítimas.

Além de Diogo Campos, que de acordo com a polícia de São Paulo, é um dos comandantes da facção criminosa daquele estado chamada Tudo 3, um comparsa, identificado como Micael de Souza Queiroz, que também tinha um mandado de prisão expedido contra ele pela Justiça da Bahia, foi preso.

A prisão dos dois foi feita por investigadores do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) de São Bernardo no centro da cidade do ABC Paulista.

A ação foi feita pela Delegacia de Homicídios (DH) da 10ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) de Vitória da Conquista, com apoios da Superintendência de Inteligência (SI) da SSP e do Grupo de Operações Especiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) de São Paulo.

Os presos foram levados para o Deic de São Bernardo e devem ser transferidos para a Bahia assim que houver autorização judicial.

 

1 Comentário

  1. Bidu

    29 de maio de 2021 em 06:25

    Deixa lá, traz pra cá não

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Deputado do Ceará é conduzido à delegacia por desrespeitar decreto em praia de Pernambuco; veja o vídeo

Após contrariar um decreto de Pernambuco que proíbe a permanência de banhistas na faixa de…