TCE-PE formaliza apoio ao Pacto Nacional pela Primeira Infância

O Tribunal de Contas de Pernambuco passou a fazer parte do Pacto Nacional pela Primeira Infância assinado em 2019 por iniciativa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O acordo busca reunir esforços na luta pela garantia dos direitos das crianças de 0 a 6 anos de idade no país, além de capacitar profissionais envolvidos no Marco Legal da Primeira Infância, e implementar boas práticas previstas na Lei nº 13.257/2016, que regulamenta as políticas públicas voltadas à criança nesta faixa etária. Desde então, o compromisso vem ganhando o apoio cada vez maior de entidades do setor público.

A adesão foi assinada digitalmente pelo presidente Ranilson Ramos, nesta quarta-feira (03) durante o I Seminário Nacional sobre a Primeira Infância e os Tribunais de Contas.

O evento acontece em Fortaleza até a próxima sexta-feira e conta com a participação de representantes dos TCs brasileiros, do Poder Público e da área acadêmica. A programação, que tem como tema central “Criança como Prioridade”, é voltada à importância desta etapa da vida para o desenvolvimento humano e o papel dos Tribunais de Contas na avaliação das políticas públicas relacionadas ao assunto.

“O Tribunal de Contas de Pernambuco não poderia jamais deixar de atender a esse chamado e contribuir para a melhoria das ações destinadas à primeira infância. A instituição vem desenvolvendo importantes trabalhos neste sentido, cujo aprimoramento servirá, certamente, à avaliação de iniciativas mais eficazes a serem adotadas pelo Poder Público. A assinatura deste compromisso é mais um passo para garantir maiores e melhores condições à formação das futuras gerações de nosso país”, explicou o conselheiro Ranilson Ramos.

Fechado para comentários

Veja também

Pernambuco atualiza oficialmente casos de varíola dos macacos investigados em Petrolina (PE) e Araripina (PE)

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) divulgou mais uma atualização dos casos notificado…