Suspeito de matar idosa em São Paulo é preso em Pilão Arcado (BA); vítima foi arrancada de carro e arrastada pelo cinto de segurança

Um homem foi preso no município de Pilão Arcado (BA), suspeito de matar uma mulher na cidade de São Paulo, em janeiro de 2022. A vítima foi identificada como Julieta Longhe, de 88 anos. O nome do suspeito não foi divulgado.

O suspeito estava foragido da Justiça e foi preso por policiais das Delegacias Territoriais (DT) de Casa Nova e Pilão Arcado.

De acordo com a Polícia Civil, na ação criminosa, a vítima foi arrancada do veículo em que estava por três suspeitos, ficou presa pelo cinto de segurança e foi arrastada. A polícia informou as investigações continuam em andamento, e não deu informações sobre os três suspeitos envolvidos no crime.

O homem foi reconhecido por policiais da 25ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior de Euclides da Cunha, que realizaram a investigação e apontaram a localização do suspeito. Os policiais foram até o endereço e cumpriram o mandado de prisão.

O suspeito foi encaminhado à unidade policial, onde segue custodiado à disposição da Justiça e aguarda o encaminhamento para presídio de São Paulo.

O crime aconteceu no dia 30 de janeiro de 2022, na Vila Prudente, na Zona Leste de São Paulo. A idosa morreu após ter sido arrancada de um carro em movimento durante um assalto.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), a idosa foi jogada para fora do carro em movimento pelos criminosos e bateu a cabeça, tendo sido socorrida com ferimentos graves no Hospital São Paulo.

No hospital, Julieta Longhe, de 88 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu. Foram solicitados exames periciais e o caso foi registrado como roubo e morte suspeita pelo 56º Distrito Policial da Vila Alpina, na Zona Leste.

Fechado para comentários

Veja também

Homem suspeito de envolvimento em morte de motorista de aplicativo é preso em Juazeiro (BA)

Um homem foi preso preventivamente nesta terça-feira (27), por suspeita de envolvimento na…