Sobre VLT em Petrolina, Miguel Coelho afirma: “não tenho como pagar e o projeto nunca existiu”

Anunciando mais investimentos para a mobilidade urbana, o prefeito de Petrolina Miguel Coelho, garantiu a ampliação de avenidas, com recursos que serão aplicados através de verba extra, e não do VLT, (Veículo Leve sobre Trilhos), como foi questionado ao gestor.

“Não conseguimos ter acesso ao dinheiro do VLT porque o projeto não existiu, era um crédito pré-aprovado e que a Caixa Econômica e o Ministério da Cidade libera, se houver um estudo de impacto ambiental, nem isso aconteceu”, disse.

Miguel Coelho admitiu que o VLT não se sustenta em Petrolina porque a gestão não tem como pagar e afirmou, que o dinheiro destinado ao projeto será aplicado em obras de mobilidade.

“Me sugeriram fazer o VLT, mas não tenho como pagar, a tarifa de Petrolina não comporta isso, estamos querendo usar esse dinheiro do projeto, que são mais de 180 milhões, em obras de mobilidade, até o final do ano e início de 2018”, afirmou o prefeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): começam obras para instalação de biofábrica que vai auxiliar no combate a dengue

A partir desta semana, começam as obras para instalação da biofábrica do Método Wolbachia …