Situação crítica em Petrolina (PE): Surto de Covid-19 afeta funcionários do INSS e agência pode suspender as atividades

O Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais em Saúde e Previdência Social no Estado de Pernambuco (Sindsprev) realizou uma denúncia no Ministério Público do Trabalho (MPT-PE) para que seja exigida, nas agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a apresentação do certificado de vacina para as pessoas poderem entrar nas agências. A motivação é que os funcionários estão se contaminando com Covid-19 e os atendimentos estão sendo suspensos.

Segundo o Sindicato, nos últimos 20 dias, as agências de Buíque, São Bento do Una, Canhotinho e Arcoverde precisam suspender as atividades após funcionários testarem positivo para Covid-19. Em Petrolina (PE), a situação é crítica. Como há muitos casos de funcionários com Covid-19, a agência pode suspender as atividades, afirmou o Sindicato.

Além disso, o Sindicato ainda pede – em ofício ao MPT-PE -, para que todos os funcionários sejam testados após algum apresentar suspeita e haja sanitização do ambiente da agência para evitar a proliferação dentro do espaço.

“Evidentemente que esses servidores estão expostos com maior intensidade aos riscos de contaminação da nova variante Ômicron, e passam a ser, também, vetores de contaminação de outras pessoas, sobretudo, daqueles que habitam nos mesmo lares, pois, como também é de conhecimento geral, este vírus é de fácil propagação e contágio”, afirma parte do ofício do Sindicato.

Em outubro do ano passado, o governo de Pernambuco decretou que os prédios públicos e particulares do Estado passem a cobrar o passaporte da vacina para que as pessoas tenham acesso aos locais. Essa é uma das cobranças do Sindicato que afirma que o INSS não está exigindo a comprovação.

No entanto, segundo o INSS, apesar dos casos de Covid-19 entre os funcionários, não há nenhuma agência fechada no Estado. Sobre a exigência da apresentação do cartão de vacina nas agências, o órgão informou à reportagem, por meio de nota, que “não existe normativo na Instituição que exija o comprovante de vacina para o segurado entrar nas agências. O INSS é regido pelas normas federais e não por decretos estaduais”.

Sobre as agências, o INSS ainda informou que “todas as agências de PE estão com funcionamento normal. Na capital pernambucana, apenas a Agência de Afogados, está fechada para reforma”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Em resposta à cobrança de estudante, Guarda Civil Municipal diz que intensificará trabalho de segurança no entorno da Univasf

A Guarda Civil Municipal de Petrolina enviou uma nota em resposta à matéria publicada no b…