Sistema de dessalinização de água serão implantados em 60 comunidades do Semiárido baiano

O Programa Água Doce (PAD) contemplará 60 comunidades do semiárido baiano e os sistemas de dessalinização de água serão implantados ao longo de 2021 e 2022. O programa do Estado da Bahia visa garantir água de qualidade para as famílias que sofrem com a escassez do recurso. O PAD opera a partir do aproveitamento de águas subterrâneas, salobras e salinas, de poços comunitários existentes, e da aplicação da tecnologia de dessalinização. Esta é a segunda fase do PAD, que já conta no estado com 285 sistemas de dessalinização implantados, e cerca de 10 em fase de conclusão.

A Bahia já tem as 60 indicações das comunidades, em 34 municípios, todas com análise de solo e de água, e testes de vazão aptos para elaboração dos projetos executivos. Serão investidos cerca de R$ 16,5 milhões para implantação dos novos sistemas de dessalinização, em dois anos.

“O Programa Água Doce se estabelece cada vez mais como uma política pública permanente. A região semiárida em nosso estado abrange 278 municípios, uma área de quase 400 mil quilômetros quadrados, onde existem centenas de comunidades que dependem de fontes alternativas de acesso à água. Por isso, a nossa determinação em levar água de qualidade a um maior número de famílias, priorizando aquelas em situações mais vulneráveis”, afirmou o secretário do Meio Ambiente, João Carlos Oliveira.

(Bahia Notícias)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pesquisa revela que cerca de 4 milhões de pessoas abandonaram os estudos no País durante a pandemia

Em 2020, ano marcado pelo novo coronavírus, quarentena e interrupção de aulas presenciais,…