Sindicato dos Policiais Civis da Bahia denuncia falta de EPI’S em delegacias da capital e interior do estado

O Presidente do Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (SINDPOC), Eustácio Lopes, afirmou que em todas as visitas às unidades da Secretaria de Segurança Publica (SSP), verificou a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), para os servidores, principalmente para a Polícia Civil.

Segundo Eustácio, este segundo grupo fica mais exposto ao público externo e, apesar do risco, não há previsão da chegada dos EPI’s. “Já visitamos delegacias da capital e do interior do Estado, porém as queixas são as mesmas, faltam álcool em gel, luvas e máscaras. Não há sequer a previsão da chegada dos EPI’s para conduzirmos devidamente as pessoas presas”, salientou.

O Sindicato exemplifica um caso recente registrado no sábado (04), em que os policiais de Itapetinga (BA), tiveram que ficar de quarentena após atender o marido de uma vítima da covid-19.

Diante disto o SINDPOC denuncia o suposto descaso da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP) e do Delegado Geral da Polícia Civil e repudiam a  portaria do governo que normatiza o funcionamento das unidades mesmo sem Assistência.

 

(Informações: SINDPOC)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

MPPE recomenda a Petrolândia, Floresta e outros 15 municípios seguir com vacinação de grupos prioritários

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio de Promotorias de Justiça locais, expe…