Secretário de Saúde de Pernambuco diz que não se opõe à realização do Carnaval em outra época 

Depois de anunciar a proibição de festas nas datas em que seria comemorado o Carnaval 2022, entre 25 de fevereiro e 1º de março, o secretário estadual de Saúde, André Longo, disse nesta quarta-feira (9) que não se opõe à discussão sobre a possibilidade de realizar a celebração em outra época do ano. A declaração foi dada em entrevista à Rádio Jornal.

De acordo com o gestor, a atual onda de circulação da variante Ômicron deve sofrer uma queda no número de casos após o período sazonal de maior pico da transmissão de doenças respiratórias, que inicia em fevereiro.

“Nós não nos opomos a discutir a possibilidade de outras datas, mas, do ponto de vista sanitário, a gente não pode se comprometer neste momento porque há muita incerteza. […] Alguns defendem que o cenário deve melhorar de março a abril, sempre coloco a dificuldade do período sazonal. Precisamos ter um pouco de cautela para ter uma definição maior”, disse.

Cenário ainda incerto

Pesquisador do Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (Lika) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Jones Albuquerque acredita que é difícil pensar em Carnaval, pelo menos, no primeiro semestre.

“Há uma tendência de desaceleração da pandemia, mas não consigo afirmar que será em abril, maio. Porque o mundo, realmente, teve uma incidência, depois uma queda, mas vários países, como a Polônia, já começam de novo [a apresentar alta]. Além disso, nosso ritmo de vacinação das crianças e de reforço está baixo”, considera. (Folhape)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Juazeiro (BA): Moradores do Antônio Guilhermino recebem força-tarefa contra o mosquito Aedes aegypti

Os moradores do bairro Antônio Guilhermino, em Juazeiro, receberam no sábado (21) o mutirã…