Secretaria de Saúde acompanha bebês com microcefalia nascidos em Petrolina

Microcefalia

Em meio ao aumento de casos de crianças nascidas com microcefalia no Brasil, a Secretaria de Saúde de Petrolina, que esse ano registrou dois casos da doença no município, vem se estruturando para acolher esses pacientes e prestar toda a assistência necessária aos bebês e suas famílias.

Os usuários estão sendo atendidos por uma equipe multiprofissional. Além do pediatra, a Secretaria oferece o acompanhamento com psicólogo, fisioterapeuta e nutricionista. “Estamos acolhendo essas famílias e prestando toda a assistência necessária. Nesta terça-feira (15) eles estiveram em consulta com o psicólogo e o fisioterapeuta do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) e novos profissionais serão disponibilizados de acordo com as necessidades dos pacientes”, contou a secretária de Saúde, Lucia Giesta.

A Secretária ainda falou sobre a importância de combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e Zika, sendo que esta última está relacionada ao aumento de casos de microcefalia. “Precisamos evitar que novos casos de microcefalia apareçam em nosso município e, para isso, todos nós precisamos lutar contra o Aedes. Se o mosquito mata, ele não pode nascer”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Polícia descobre no bairro Cacheado, terreno que guardava motos roubadas na região

Policiais do trânsito do 2° BIEsp, descobriram que no bairro Cacheado, em Petrolina (PE), …