“Se não for pelo agendamento é fila debaixo do sol”, diz Miguel Coelho sobre processo de vacinação em Petrolina (PE)

“Se não for pelo agendamento é fila debaixo do sol. Acho que ninguém quer isso, né? A gente não consegue agendar mais porque não tem mais vacina”. Essa foi a resposta do prefeito de Petrolina (PE), Miguel Coelho, ao ser questionado sobre o método de agendamento da vacinação contra a Covid-19 que tem sofrido críticas por parte da população.

A declaração foi dada nesta segunda-feira (02), durante o ato de entrega da Policlínica Municipal e do posto de saúde do bairro Vale do Grande Rio, que contou com a presença do Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.
Ainda sobre a vacinação, Miguel destacou que, apesar dos problemas com o agendamento, Petrolina tem alcançado marcas positivas.

“A gente não pode só ver o transtorno diário do agendamento. Vamos ver quanto Petrolina já vacinou, nós já temos mais de 55% da população vacinada com a primeira dose. O número que também que temos que prestar atenção é da segunda dose. Enquanto a média nacional é 30%, se a gente for olhar a nossa capital não dá nem isso, Petrolina já passou dos 40% do ciclo completo. A gente sabe que tem esses transtornos infelizmente […] isso é passageiro, a gente não pode só se atentar aos problemas momentâneos. Se fosse assim, a gente teria jogado toda a nossa estratégia da pandemia do lado de fora. A gente manteve a serenidade, mantivemos o foco, o planejamento, e o resultado chegou que é o baixo índice de mortes”, concluiu Miguel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Covid-19: ocupação de leitos de UTI em Juazeiro (BA) fica em 35% neste sábado (25)

Juazeiro não registrou novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Também não houve óbit…