Salgueiro (PE): Ex-vereadora Paizinha Patriota responde ao secretário de saúde George Arraes e afirma “Esse secretário prefere atacar uma cidadã ao invés de trabalhar”

Fui surpreendida na noite de ontem, 26 de janeiro, logo após divulgar o início da vacinação contra o covid-19 em idosos acima de 85 anos no estado de Pernambuco, com acusações do Secretário de Saúde de Salgueiro, George Arraes, de que eu estaria propagando “fake news”, inclusive publicando um “print” da minha publicação com “figurinhas” fazendo menção as palavras “fake news” e um “Pinóquio”, colocações estas que não condizem com a respeitabilidade e decoro que o cargo de Secretário de Saúde requer.

Faz-se necessário mencionar, que a publicação teve caráter meramente informativo, objetivando único e exclusivamente difundir informações previamente checadas em fontes oficiais do Governo de Pernambuco e do site g1.com. Bom, conforme anexos no corpo do texto e prints das principais páginas de notícia. E mais, inclui a transcrição INTEGRAL de nota da Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco informando o início da vacina nesta terça.

O secretário de saúde prefere atacar uma cidadã, não detentora de mandato eletivo, no exercício de seus direitos invés de trabalhar em questões tão importantes nesse momento como o plano de vacinação municipal, a logística para aplicação das vacinas nos maiores de 85 anos, bem como o sistema de marcação para a imunização dos salgueirenses que até a presente data não foi divulgado. É inacreditável, ainda, que o Secretário poste um print dizendo que a informação de que a vacinação começaria amanhã compartilhada por mim fosse falsa, quando minutos após ele mesmo publica a mesma informação.

Peço, por fim, que o Secretário Municipal de Saúde, digne-se a respeitar o importante cargo que ocupa, que não atue com perseguições a cidadãos e, principalmente, que foque em questões tão essenciais nesse momento quanto à logística da vacinação, e que proceda de imediato com a imunização do grupo de idosos acima de 85 anos, visto que a mortalidade da covid-19 nesse grupo chega a 66%. A população de Salgueiro tem pressa e nesse momento as energias devem ser canalizadas para o trabalho, não a perseguições.

Paizinha Patriota – Cidadã Salgueirense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

STF decide que Petrobras não precisa se submeter à Lei das Licitações

Por 6 votos a 4, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que a Petrobras não precisa se s…