Psol/REDE faz história em Pernambuco com primeira federação e chapas que representam a diversidade

Ao som do frevo e maracatu, e debaixo de muita chuva a chapa majoritária e proporcional da federação PSOL-PE/REDE foi homologada na noite de quarta-feira (03), em convenção no Centro Social da Soledade, no centro do Recife, em auditório lotado de militantes. Além da majoritária, na chapa proporcional serão 50 postulantes a deputado estadual e outros 26 a federal.

João Arnaldo, para governador, Alice Gabino, como vice-governadora e Eugênia Lima, para senadora mostram ser a chapa majoritária pernambucana de mais diversidade e representação com homem e mulheres pretas. A junção PSOL-PE/REDE fortalece a luta da esquerda no estado contra os 16 anos anos de gestão do PSB, as velhas oligarquias e mostra o compromisso para a reeleição de Lula como presidente e pelo fim do bolsonarismo.

“Temos unidade nas pautas defendidas no congresso. Fazemos história ao lançar candidaturas. Aqui não tem militância paga, herança política familiar. Aqui têm sonhadores que querem um país diferente. Estamos lançando a semente para a grande mudança em Pernambuco”, frisou Roberto Leandro, da executiva nacional da Rede Sustentabilidade.

De acordo com Tiago Paraíba, derrotar o governo Bolsonaro é uma missão. “Nós colocamos a militância e nos colocamos em favor desta tarefa. Vamos apresentar uma alternativa real de esquerda. Muitos deles que hoje estão candidatos faziam parte deste grupo que hoje comanda Pernambuco há 16 anos”, disse o presidente do PSOL-PE e representante da Federação Psol/Rede, Tiago Paraíba.

Com homenagem ao poeta Miró da muribeca, que faleceu no último domingo, Eugênia fez um verso frisando “apesar dos efeitos colaterais, o amor ainda é o melhor remédio”. “Tenho orgulho de construir o PSOL do jeito que ele é. Com batuque, maracatu, frevo. O nosso amanhã é agora! O futuro somos nós! Nós sabemos fazer política para todos e todas. Negros, povo de terreiro, evangélicos progressistas, sindicalistas, feministas, fazedores de cultura, defensores da saúde, dos direitos humanos e do meio ambiente etc. A gente tem tudo que eles não têm”, chamou Eugênia Lima a militância para o bom combate.

Alice, que representa a Rede Sustentabilidade na chapa majoritária, colocou-se como maioria e não minoria do povo negro. “O PSOL com a Rede é a união que mais tem a cara do povo pernambucano”, lembrou sendo aplaudida pela plateia.

João Arnaldo frisou que vai governar para todos. Vai direcionar todo o orçamento para cuidar do povo pernambucano. “Esse será o diferencial da nossa chapa. Quem vota do lado de lá pode estar votando em Bolsonaro porque eles negociam e fazem arranjos para governar”, enfatizou o candidato ao governo.

No palco da convenção teve fala das codeputadas Juntas, os vereadores Dani Portela e Ivan Morais, e representantes de diversos movimentos sociais.

Fechado para comentários

Veja também

Petrolina (PE): Patrolamento de estradas vicinais de Rajada estão sendo recuperadas 

Ao longo do ano, as operações de tapa-buracos e patrolamento seguem recuperando importante…