Promotor de Justiça esclarece ocorrência envolvendo prefeito de Cabrobó

Na manhã deste domingo (07) dia de eleições, um fato tomou conta das redes sociais e blogs da região, inclusive divulgado por esse noticioso, que foi buscar mais informações a respeito da suposta prisão do prefeito de Cabrobó Marcílio Cavalcanti, detido sob a acusação de compra de votos e boca de urna.

De ante do fato divulgado em toda imprensa regional, o Promotor de Justiça do Município, Dr. Thiago Gonzalez, convocou uma coletiva de imprensa para esclarecer o ocorrido, “o prefeito do Município de Cabrobó, Marcílio Cavalcanti, não foi conduzido pela polícia, nem foi detido por compra de votos, como estão especulando, o que na verdade ocorreu foi que, um suspeito que estava ao lado do mesmo em determinado lugar, foi acusado de compra de votos, e o prefeito veio a Delegacia de Polícia Civil na condição de testemunha do caso“, relatou o promotor.

Ainda de acordo com o promotor, “Marcílio foi de livre vontade, para elucidar fatos, tanto que, foi liberado em seguida, e segue suas atividades normais, porém, o acusado segue detido e a Audiência de Custódia só será realizada após o término do horário de votação”, completou Dr. Thiago Gonzalez.

O Promotor de Justiça aproveitou a oportunidade e falou sobre o trabalho do Ministério Público durante às eleições, “estamos indo às ruas para verificar denúncias, e fazer uma atuação preventiva, para que tudo ocorra dentro da normalidade, e que o processo siga conforme dita a lei”, finalizou.

Fonte: Blog Didi Galvão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Mourão nega impeachment, mas defende ‘freios’ se presidente arriscar o país

O vice-presidente do Brasil, general Hamilton Mourão (PRTB), falou sobre a possibilidade d…