Projeto da Univasf realiza estudo para criação de unidade de conservação ambiental no litoral norte baiano

Um projeto de extensão da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) está desenvolvendo uma série de ações que visam subsidiar a criação de uma unidade de conservação municipal no litoral Norte do estado da Bahia, no município de Entre Rios. O projeto Dunas de Massarandupió é realizado pelo Grupo de Pesquisas em Geografia, Ecologia Espacial e Modelagem Ambiental (Gema), vinculado aos cursos de Ecologia e Geografia da Univasf. Na última terça-feira (1º), professores e estudantes da Univasf apresentaram para o Conselho Municipal de Meio Ambiente de Entre Rios os resultados do estudo socioambiental realizado na primeira etapa das atividades.

O projeto é coordenado pelo professor do Colegiado de Geografia Gustavo Hees de Negreiros e tem a participação dos professores Marco Aurélio Rodrigues, do curso de Geografia da Univasf, e Claudine Gonçalves de Oliveira, do Colegiado de Ecologia. O grupo também é composto por 14 estudantes, dos quais seis bolsistas, com bolsas ofertadas pela prefeitura de Entre Rios, e oito voluntários dos três cursos ofertados no Campus Senhor do Bonfim da Univasf.

Atuam na execução do projeto, em parceria com a Univasf, a Prefeitura de Entre Rios (BA), a secretaria Municipal de Meio Ambiente e a secretaria Municipal de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer. A iniciativa conta ainda com a colaboração do Projeto Tamar e do Instituto de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos da Bahia (Inema), entre outras entidades.

O professor Gustavo Negreiros explica que a demanda pela criação da unidade de conservação surgiu a partir da identificação, por parte do poder público municipal, sobre a expansão imobiliária e a exploração turística que afetaram a região onde se localiza o município de Entre Rios, no litoral norte da Bahia, próximo à Costa do Sauípe e distante cerca de 400 quilômetros de Senhor do Bonfim. O assunto era alvo de discussões na comunidade e constava no Plano Diretor Municipal (Lei N˚ 2 de 05/09/2014). No final de 2017, a Univasf foi convidada a participar do estudo pelo Grupo de Trabalho Dunas de Massarandupió, instituído no âmbito do município.

A equipe de pesquisadores vem trabalhando desde 2018, quando se estabeleceu a parceria entre a Univasf e o governo municipal. Nesta primeira etapa do estudo, foram analisados aspectos socioambientais, referentes a população, fauna e flora, atividades econômicas, potencial de sustentabilidade entre outras questões. Estes resultados também já foram apresentados em reuniões com a comunidade e com vereadores, na Câmara Municipal, na sede do município há aproximadamente 15 dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pernambuco confirma 1.038 novos casos e 34 mortes pela Covid-19

Pernambuco registrou, nas últimas 24 horas, 1.038 casos da Covid-19. Entre os confirmados …