Projeto Amo promove evento para sensibilizar população sobre doação de medula óssea

0

Com o objetivo de esclarecer dúvidas e sensibilizar a população do Vale do São Francisco para a doação de medula óssea, o projeto de extensão a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) intitulado Amo – ‘Anjos da Medula Óssea’ – realiza um evento com o tema ‘Educação em saúde como estratégia na captação de doadores de medula óssea: O lúdico como ferramenta’, nesta quinta (14) e sexta-feira (15), a partir das 9h, no prédio dos colegiados, no Campus da Univasf, em Juazeiro.

De acordo com o Coordenador do Projeto Amo, David Neri, além de tirar dúvidas, durante o evento serão realizados cadastros para possíveis doadores de medula óssea. “O cadastramento de doadores será realizado pelo Hemoba para que assim o cadastrado passe a integrar o Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea do Instituto Redome, para quando for compatível com algum paciente poder realizar a doação. É uma oportunidade das pessoas contribuir e salvar vidas através do cadastro.”, explica.

Durante os dois dias, os cadastros para doação serão realizados das 9h às 12h e das 14 às 17h. Nesta quinta, entre às 16h e 18h será realizado um workshop com o tema: Esclarecendo dúvidas sobre a doação de medula óssea, que contará com a presença de um hematologista e de doadores de medula. Para participar da palestra basta se inscrever através do site ou no local do evento. Todos os inscritos receberão certificados.

Em seguida, serão realizadas diversas apresentações lúdicas como teatro, literatura de cordel, poesia, apresentação musical e também a exibição de um vídeo documentário sobre o tema. O encontro ainda conta com a participação especial dos sanfoneiros Elisson Castro e Kel Dantas.

Segundo Neri, essa mobilização realizada na Univasf, em Juazeiro, contribuirá para que o Projeto entre no calendário mundial do dia de Doadores de Medula Óssea, que é comemorado no dia 16 de setembro em todo mundo. Para mais informações por meio do telefone (87) 9. 8140-5331.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Dengue pode fornecer anticorpos contra Covid-19, aponta pesquisa brasileira

Em um estudo que buscou identificar as características da propagação do novo coronavírus n…