Programação e festa da Padroeira de Petrolina é lançada com participação do Bispo Emérito, Dom Manoel

0

Fé, devoção e misericórdia são marcas da Festa da Padroeira de Petrolina, Nossa Senhora Rainha dos Anjos que esse ano trouxe o tema Rainha dos Anjos no coração de Petrolina: benção carinho e proteção.

Os detalhes da programação foram conferidos durante coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira, (28), no Palácio Episcopal com a participação do Bispo Emérito de Petrolina Dom Manoel dos Reis de Farias, do administrador da Diocese padre Antônio Malan, do Monsenhor Milton Porfírio dos Santos e do casal responsável pela festa.

A novena em homenagem à Padroeira de Petrolina começa no dia 6 de agosto, mas as homenagens à Nossa Senhora Rainha dos Anjos iniciaram no dia 5 deste mês, com as novena ampliada, que estão percorrendo as comunidades da Zona Rural e da Zona Urbana do município.

“A festa de Rainha dos Anjos com a Novena Ampliada é uma ideia que surgiu há cinco anos uma inovação que vem de uma tradição de 1863. A nossa padroeira começou a ser padroeira do lugar chamado “Passagem do Juazeiro”, ou seja não se imaginava que hoje ela seria padroeira de Petrolina e em 1862 foi iniciada a obra da igreja concluída em 1906 porque faltava uma das torres. Depois a devoção não parou e rezando as pessoas chegam até o Pai, nosso Deus e sem Jesus nunca chegaremos ao Pai”, ressaltaram os coordenadores.

Nos noiteiros, todas as paróquias da dede e interior de Petrolina, grupos, pastorais e movimentos serão homenageados e haverá quermesse, após as celebrações com a participação de artistas locais. 21 equipes e voluntários trabalham no evento.

Padre Malan destaca a importância de Maria na liturgia afirmando que a figura de Nossa Senhora é destacada em um livro para celebrações próprias à Mãe de Jesus.

“Na Diocese, Rainha dos Anjos traz essa ideia daquele que conduz e com os anjos fazendo parte dessa corte celeste servem a Nossa Senhora e Maria ganha destaque na liturgia por ser a Mãe do Salvador”, ressaltou.

No dia 15, dia da Padroeira, será realizada a tradicional procissão, às 17h saindo da igreja Matriz e encerrando na Concha Acústica com Missa Solene. Cerca de 110 mil pessoas participaram da festa no ano passado e esse ano, a participação deverá ser maior.

Essa será a última participação de Dom Manoel após a renúncia na festa da padroeira, que afirma está com o sentimento de alegria e missão cumprida.

“É com alegria que faço parde dessa história, foi um período curto, mas foram seis anos e sempre fui acolhido, o sentimento é de alegria e de missão cumprida. Quando eu cheguei, a festa contou com 40 mil pessoas, ano passados foram 110 mil fiéis, isso foi um trabalho realizado em conjunto com as paróquias, investimos mais, envolvemos os padres, quase não participo da festa desse ano, mas tive alegria de permanecer ainda”, frisou Dom Manoel.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Relatora dá parecer favorável à PEC que prevê prisão após 2ª instância

A relatora da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 410/18, que prevê a prisão do réu ap…