Procuradoria Geral do Município de Juazeiro (BA) afirma que sindicato viola Decreto ao promover aglomeração e Ministério Público é acionado

Na quinta-feira, (23), integrantes do Sintrab Saúde, liderados pela presidente Telma Marineide adentraram ao Paço Municipal, causando aglomeração, violando decreto municipal e falta de bom senso nas medidas de prevenção ao Covid 19, essa é uma declaração da Prefeitura de Juazeiro (BA). O grupo alegava reunião com o prefeito, sem agendamento. A Procuradoria Geral do Município (PGM) vai noticiar ao Ministério Público este descumprimento de Decreto, desobediência civil e causando coação a servidores públicos.

Neste período de pandemia, as reuniões no gabinete do prefeito têm acontecido com público reduzido e obedece ao distanciamento orientado pela Organização Mundial da Saúde. A sindicalista repete o ato, desrespeitando a sociedade, pois já havia promovido ajuntamento de pessoas e tentado invadir a sala da secretária da Saúde, recentemente, sem prévio agendamento.

“Em mais um oportunidade, a sindicalista usa de um expediente da má política, tentando criar fatos, e pondo as pessoas em risco, pois as aglomerações causam maior risco de contágio. Vamos acionar o Ministério Público para que tome as medidas cabíveis, tendo em vista que a promoção de aglomeração, contrariando o decreto Municipal pode, em tese, configurar crime previsto no CP”, declarou o Procurador geral do Município de Juazeiro, Eduardo Fernandes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Covid-19: Juazeiro (BA) registra mais 38 casos com 3 leitos de UTI disponíveis

Juazeiro registrou 38 casos do novo coronavírus nas últimas 24 horas. A informação está no…