Procuradoria Geral da República abre apuração preliminar contra Bolsonaro por negligência na pandemia

O procurador-geral da República, Augusto Aras, abriu uma apuração inicial contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, sobre possíveis atos omissivos e comissivos na adoção de medidas para o combate à pandemia do coronavírus.

O procedimento aberto por Augusto Aras é a medida que antecede a abertura de um inquérito. No documento, Aras afirma que tanto Bolsonaro quanto Pazuello poderão ser formalmente investigados, caso a apuração preliminar constate “indícios razoáveis de possíveis práticas delitivas por parte dos noticiados, será requerida a instauração de inquérito nesse Supremo Tribunal Federal.”

A apuração foi gerada a partir de uma petição protocolada por oito deputados federais do Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Segundo os parlamentares, o “descompromisso” de Bolsonaro e de Pazzuelo com o enfrentamento à Covid-19 deixou gestores locais “à deriva”, tendo de administrar, por conta própria, fluxos e demandas que, em geral, dependem de uma lógica conjunta, envolvendo União, estados e municípios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Variante mais transmissível do coronavírus cresce no Brasil

Estudo feito pela universidade britânica Imperial College de Londres mostra que a taxa de …