PRF se pronuncia sobre prisão de homem que ateou fogo na própria moto durante fiscalização em Petrolina (PE)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), deu voz de prisão a um motoqueiro após ele ter ateado fogo em sua própria moto durante fiscalização na BR-428, em Petrolina/PE, na terça-feira (16).

O homem conduzia a motocicleta Xy 50q que chamou a atenção dos policiais por estar sem emplacamento. Ele recebeu ordem de parada e, ao ser questionado, afirmou não possuir o documento de quitação do licenciamento anual do veículo.

Além desta irregularidade, ele ainda apresentou uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencida desde 2019 e sem a categoria “ACC” ou “A”, necessárias para a condução de ciclomotores e motocicletas.

Com base no Art. 230 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) comete infração gravíssima, com perda de sete pontos na carteira, quem dirige veículo que não esteja registrado e devidamente licenciado. Além da multa de R$293,47, a medida administrativa para esses casos é a remoção do veículo até que sanada a irregularidade.

A equipe policial cientificou o motociclista das irregularidades observadas e os procedimentos que seriam realizados. Insatisfeito, o homem pediu permissão para retirar suas mercadorias do veículo e foi atendido. No entanto, depois de retirar as caixas, o homem usou uma substância inflamável e com um fósforo incendiou a motocicleta.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para apagar as chamas. Com o fogo controlado, foi possível observar que motocicleta ficou completamente destruída. O homem recebeu voz de prisão e foi conduzido para a Delegacia de Polícia de Petrolina/PE. A moto foi removida para o pátio conveniado, onde passará por perícia.

CRIME – As irregularidades referentes ao veículo e CNH talvez fossem de conhecimento do motociclista. O que ele talvez não tinha soubesse é que a atitude de atear fogo na moto fosse enquadrada como crime.

De acordo com o Art. 163 do Código Penal, destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia é crime; e qualificado quando se emprega substância inflamável ou explosiva. Vale destacar que na ocorrência da BR-428, embora estivem esperando a remoção, o veículo já estava na posse e guarda da PRF.

Fechado para comentários

Veja também

Envolvido em ataque ao ônibus do Fortaleza se apresenta à Polícia Civil e confessa participação

Um homem suspeito de ter participado do ataque ao ônibus da delegação do Fortaleza, na últ…