Preso em Pernambuco oficial da reserva da PM suspeito de envolvimento em crimes contra caixas eletrônicos

Um oficial da reserva da Polícia Militar de Pernambuco foi preso em um hotel localizado em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, em uma ação da Polícia Federal (PF). O major é investigado por envolvimento em crimes praticados em caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal (CEF).

Além dele, outras pessoas teriam sido detidas na ação. O tipo de crime praticado não foi informado. A Polícia Federal confirmou a captura do major e disse que vai detalhar o caso na segunda-feira (19).

A prisão do major da reserva Marcos Vinícius Barros dos Santos ocorreu na noite de sábado (17). Segundo a PM, ele “será submetido à Justiça estadual e seguirá os procedimentos previstos pela Lei 11.817/2000, que instituiu o Código dos Militares Estaduais em Pernambuco”.

Em 2009, quando era capitão, o oficial chegou a ser preso por suspeita de roubo de 61 armas de quarteis no Sertão de Pernambuco. Outras cinco pessoas também foram detidas na época, sendo dois soldados e um irmão do oficial.

Em 2019, ele foi transferido para a inatividade como major, de acordo com o Boletim-Geral da PM, de 24 de dezembro.

Notas

Por nota, a PM afirmou, neste domingo (18), que o oficial da reserva responderá a um procedimento administrativo chamado de Conselho de Justificação.

Isso ocorrerá, de acordo com a PM, “quando for devidamente comprovada conduta inaceitável, respeitando o amplo direito à defesa e ao contraditório”.

Caso seja condenado nessa instância, afirmou a PM, será emitido parecer opinativo ao corregedor- geral da SDS sugerindo a pena, que prevê perda da graduação e dos vencimentos militares, com base na Lei Federal 5.836, de 5 de dezembro de 1972.

Além disso, caso seja definida a reclusão na audiência de custódia da Justiça Federal, ele vai aguardar todos os ritos recolhido ao Centro de Reeducação da PM, no Grande Recife.

Sobre a prisão, a Corregedoria-Geral da Secretaria de Defesa Social (SDS) informou, neste domingo, que está “reunindo informações sobre a investigação envolvendo o oficial da reserva preso na noite de sábado (17) pela Polícia Federal”.

Ainda de acordo com a SDS, na segunda-feira (18), “deverá ser instaurado um Processo Administrativo Disciplinar para apurar a conduta do policial”.

Em nota, a SDS informou que ele já foi investigado em dois processos da corregedoria. Um por simulação de sequestro e outro por subtração de armas dentro da corporação.

A secretaria afirmou que, nos dois casos, “o parecer do Conselho de Justificação foi pela exclusão a bem da disciplina”.

A SDS disse também que os dois processos estão no Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), “a quem compete julgamento de exclusão de oficiais da PMPE”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Carreta que saiu de Maceió (AL) com destino a Juazeiro (BA) pega fogo próximo ao Trevo do Ibó, BR-428

Uma carreta carregada de adubo pegou fogo nas imediações do Trevo do Ibó, em Pernambuco, n…