Prejuízo para Petrolina (PE): Decreto de 2020 mostra lojas de insumos agrícolas na relação de atividades essenciais; Em 2021, categoria é retirada da lista

O não funcionamento de serviços agropecuários e atividades essenciais, como as lojas de adubos e insumos agrícolas em Petrolina (PE) deve acarretar problemas como o desabastecimento do gênero necessário à população.

Essas lojas devem somar sérios prejuízos diante do Novo Decreto Estadual que não coloca essa categoria como atividade essencial.

Analisando o mercado de insumos, a não utilização desses produtos para o município deve afetar principalmente a área da fruticultura irrigada, na aplicação do material na manga, uva, entre outros.

Vereadores de Petrolina (PE) criticaram a decisão do Governo de Pernambuco, após uma análise de decretos publicados anteriormente

No ano passado, o comércio de insumos agrícolas constava como serviço essencial, já no Novo Decreto do Estado, esse ítem não aparece na lista lista. Veja abaixo o decreto de 2020 e o ítem selecionado:

 

Um ofício assinado por todos os vereadores de Petrolina (PE) foi assinado ,sendo encaminhado ao Governador Paulo Câmara solicitando que a atividade volta à lista de serviços essenciais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Juazeiro (BA): Vai faltar água em toda a cidade na próxima terça-feira (20)

A Prefeitura de Juazeiro, através do Serviço de Água e Saneamento Ambiental (SAAE), inform…