Polícia Federal prende em Pernambuco bombeira que tentava efetuar compra com notas falsas de R$ 200

0

Uma bombeira civil de 23 anos foi presa em flagrante, nesta quinta-feira (1º), em Carpina (PE), após realizar compras em uma equipadora de veículos utilizando cédulas falsas de R$ 200. A prisão foi feita por policiais federais, que foram procurados por um comerciante dizendo ter sido lesado através de uma compra de lâmpadas e rádio automotivo.

Segundo o comerciante, a bombeira realizou um pagamento de R$ 1.000, dividido em cinco notas falsas de R$ 200. Após a PF identificar e localizar a mulher, os oficiais encontraram na residência dela, dentro de um caderno, mais cinco cédulas falsas de R$ 200 e duas de R$ 20, além dos materiais comprados na locadora. Ao todo foram apreendidos R$ 2.040 em notas falsas.

Após a apreensão, a bombeira foi encaminhada para a sede da PF no Recife, onde prestou depoimento. A mulher garantiu que agiu de boa-fé e que nunca havia sido presa e nem processada e que não sabia que as cédulas eram falsas. No depoimento, ela contou que recebeu as notas enviadas pelo patrão, e que esse dinheiro seria fruto de vendas de cosméticos. De acordo com ela, o patrão afirmou que enviaria uma pessoa com o dinheiro para que ela pudesse efetuar a compra das peças na loja.

A bombeira foi autuada em flagrante pelo crime contido no artigo 289 § 1º do Código Penal (introduzir em circulação nota falsa) e, caso seja condenada, pode pegar penas que variam de 3 a 12 anos de reclusão, além de multa.

Esta sexta ela irá passar por audiência de custódia e, se for confirmada sua prisão preventiva, será encaminhada para a Colônia Penal Feminina; caso contrário, será liberada e responderá ao processo em liberdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Quase metade dos alunos baianos não recebeu tarefa escolar na pandemia

O fechamento das escolas e a omissão de alguns estados e municípios durante a pandemia da …