Polícia Federal investiga supostas irregularidades na compra de materiais hospitalares pela Prefeitura do Recife

0

Além da terceira fase da Operação Apneia, a Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira (23) a Operação Bal Masqué, que investiga supostas irregularidades na compra de materiais de uso médico-hospitalar com dispensa de licitação, pela Prefeitura do Recife. Ao todo, estão sendo cumpridos 11 mandados de busca e apreensão, e o afastamento da função pública do diretor financeiro da Secretaria de Saúde da capital.

Segundo a polícia, levantamentos iniciais feitos pela Controladoria Geral da União (CGU) encontraram irregularidades na execução dos valores contratados, gerando suspeitas de que a empresa contratada seria de fachada.

Dos 11 mandados, nove são cumpridos no Recife e dois na cidade de Jaboatão dos Guararapes. O trabalho envolve quatro servidores da CGU e 50 policiais federais.

Ainda segundo a PF, as irregularidades investigadas podem ter causado prejuízos financeiros devido aos pagamentos feitos por itens que não foram entregues, já que os recursos poderiam ter sido aplicados no atendimento de outras demandas necessárias para o enfrentamento à pandemia da Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Auxílio Emergencial: Caixa abre ciclo 4 de pagamentos

A Caixa Econômica Federal paga nesta sexta-feira (30) o auxílio emergencial para 3,4 milhõ…