Polícia Civil vai realizar exame de DNA em homem detido em Lagoa Grande para comparar com material genético do caso Beatriz

0

A Polícia Civil de Pernambuco esclarece que realizou a escuta de um suspeito preso, nesta segunda-feira (30), pela Polícia Militar, no município de Lagoa Grande, sertão pernambucano.

Durante o interrogatório, o homem não confessou envolvimento na morte de Jean da Silva Santos, de 29 anos, ocorrida no último sábado (28), motivo pelo qual foi detido. E nem no assassinato da menina Beatriz Angélica Mota, morta, em dezembro de 2015, numa festa da escola, em Petrolina, também Sertão do Estado.

Cumprindo protocolo padrão realizado pelas polícias, a saliva do homem foi colhida pela Polícia Científica, no IML de Petrolina. O material genético será comparado ao material recolhido na faca utilizada no crime de Beatriz. O resultado do DNA deve sair em 10 dias, quando as Polícias Civil e Científica irão se pronunciar sobre o fato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Dormentes (PE) está há três dias sem registrar novos casos de coronavírus

O boletim epidemiológico da Covid-19 atualizado nesta quinta-feira (24) pela Secretaria de…