Polícia Civil de Pernambuco prende homem acusado de falsidade ideológica em concurso da PC de Alagoas

Um homem de 41 anos foi preso em flagrante pela Polícia Civil de Pernambuco realizando provas do concurso da Polícia Civil de Alagoas no lugar de outro candidato. O certame era da polícia de Alagoas, mas foi realizado em outros estado devido a quantidade de inscritos e os protocolos contra a covid-19.

De acordo com a polícia, a prisão que ocorreu em Recife não tem relação com as outras cinco de suspeitos de fraudar o concurso,   sendo uma em Alagoas e quatro no estado de Pernambuco por uso de ponto eletrônico.

“Esse preso [pela Polícia Civil de Pernambuco] é outra situação. É uma pessoa se passando pela outra. Os nossos flagrantes [em Pernambuco] ocorreram em relação aos quatros presos que estavam com ponto eletrônico. Não tem relação com a nossa investigação. É uma investigação de lá [da Polícia Civil de Pernambuco], explicou o delegado Gustavo Xavier, da Polícia Civil de Alagoas.

Nota da Polícia Civil de Pernambuco

A POLÍCIA CIVIL DE PERNAMBUCO informa que prendeu, em flagrante delito, no dia 29 de agosto, através do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais – DEPATRI, um homem de 41 anos. O autor, autuado por Falso Identidade/ Falsidade Ideológica – doloso (consumado),estava fazendo prova de um concurso pública, em um estabelecimento de ensino superior, se passando por outro candidato. Após realização da prova, o autor foi levado pela equipe de policiais à delegacia, onde foram realizados os procedimentos cabíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pernambuco notifica mais 1.023 casos e 14 mortes por Covid-19

Pernambuco registrou, nesta sexta-feira (24), mais 1.023 casos de Covid-19, segundo balanç…