Petrolina: Vereador Paulo Valgueiro pede desfiliação do MDB

O vereador de Petrolina (PE), Paulo Valgueiro enviou ontem (11), ao presidente da Executiva Estadual de Pernambuco, o deputado Raul Henry, o seu pedido de desfiliação do partido endossando sua trajetória na agremiação que ingressou em 1994, a convite do saudoso Rui Amorim. Ato seguinte, encaminhou também o seu pedido de desfiliação à Juíza da 83ª Zona Eleitoral de Petrolina, Elane Brandão Ribeiro.

Valgueiro salienta que se orgulha de ter feito parte de um partido com grandes líderes políticos, a exemplo dos saudosos Ulisses Guimarães, Marcos Freire e Pedro Simon, e que presenciou a atuação de nomes como do Senador Jarbas Vasconcelos e do próprio Raul Henry, mas que em função das divergências políticas com o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho e de outros correligionários do grupo liderado pelo senador da República Fernando Bezerra Coelho, que recentemente se filiaram e atualmente comandam o diretório municipal, optou pela saída do MDB para seguir sua trajetória como homem público lutando pelo bem comum do povo de Petrolina.

Em carta a Raul Henry, o vereador Paulo Valgueiro, que é líder da Bancada de Oposição no município, e já havia sinalizado sua saída do partido com o ingresso do prefeito de Petrolina, manifestou o seu desconforto em permanecer no MDB e agradeceu o apoio que teve durante todos esses em que foi filiado ao partido.

Trajetória no MDB

Valgueiro foi eleito em 2004, Vereador do município de Dormentes pelo MDB e, após um período como Presidente da Autarquia Municipal de Trânsito, no qual é servidor concursado, foi eleito Vereador de Petrolina, em 2016, uma trajetória de anos como homem público sempre no mesmo partido, o MDB, e presidiu com honradez o Diretório Municipal do partido no biênio 2017/2019. Mas, diante do cenário político local, decidiu tomar outros rumos para disputar mais uma vez a confiança do eleitorado de Petrolina em outra agremiação partidária.

Agora, Valgueiro está livre para avaliar o cenário político local e, em breve, deverá definir e anunciar o seu novo partido, para concorrer à reeleição nas eleições municipais que se aproximam, em consonância com o seu líder político, o ex-prefeito de Petrolina, Julio Lossio.

Pelo calendário eleitoral (Resolução TSE nº 23.606/2019), a janela partidária – prazo de 30 dias para vereadores que pretendem disputar eleição municipal deste ano, em busca da reeleição ou como candidatos a prefeito, possam trocar de um partido por outro sem risco de perder mandato por infidelidade partidária – iniciou em 05 de março de 2020 e termina em 03 de abril. A desfiliação partidária durante a janela partidária foi regulamentada pela Reforma Eleitoral de 2015 (Lei nº 13.165/2015). (Ascom)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Gil do Vigor vai à Ilha do Retiro e recebe camisa personalizada do Sport

O Pernambucano Gilberto Nogueira, mais conhecido como Gil do Vigor, um dos principais nome…