Petrolina realiza projeto “A Comunidade Escolar na Justiça Federal

0

nota

Nesta quinta-feira, (24) às 14h, a Subseção de Petrolina realizará com o Colégio Plenus, em Petrolina, Sertão do Estado, a segunda etapa deste ano do projeto “A Comunidade Escolar na Justiça Federal”. O objetivo é aproximar a comunidade, em especial crianças e adolescentes, da Justiça Federal, de modo a promover o conhecimento sobre o papel da Justiça, despertar na juventude o interesse em ingressar em carreiras jurídicas e desenvolver a oratória, o gosto pela leitura e pela argumentação.

O primeiro encontro entre estudantes do Colégio Plenus e a Justiça Federal aconteceu no dia 03 deste mês, e contou com a visitação de 30 alunos do 9º ano do ensino fundamental às instalações da Subseção. Agora a escola se prepara para comparecer ao auditório da Subseção e realizar um julgamento colegiado simulado, no qual os alunos atuarão como membros do Sistema de Justiça, representando os papéis de juízes, promotores, advogados e servidores.

O julgamento terá como tema a obra “Mistério no Sebo de Livros”, de Telma Guimarães de Castro Andrade, e nele será apreciado recurso contra a condenação de dois personagens pela prática dos crimes de roubo e organização criminosa. A ação é aberta ao público com a presença dos estudantes do colégio Plenus, além de seus pais e professores, bem como os servidores da Justiça Federal.

Iniciado em outubro de 2014, a primeira edição do projeto, em parceria com a Gerência Regional de Ensino (GRE), contou com a participação de alunos da rede estadual de ensino. Neste segundo ano estão sendo contemplados também alunos da rede particular, a começar pelo colégio Plenus e, em seguida, os colégios Dom Bosco e Nossa Senhora Auxiliadora.

“A Comunidade Escolar na Justiça Federal” está concorrendo ao Prêmio Innovare 2015, cujo objetivo é identificar, premiar e disseminar práticas inovadoras realizadas por magistrados, membros do Ministério Público estadual e federal, defensores públicos e advogados públicos e privados de todo Brasil, que estejam aumentando a qualidade da prestação jurisdicional e contribuindo com a modernização da Justiça Brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Trabalhadora exige faixa de pedestre na Av. das Nações: “Estou arriscando minha vida”

Uma leitora relata o sofrimento enfrentado diariamente devido a ausência de faixa de pedes…