Petrolina: Poesia de Manuca Almeida é tema do Calendário 2020 da Clas

0

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Série de Calendários da Clas Comunicação e Marketing, que esse ano completa 16 edições, ilustra os 12 meses de 2020 a partir da poesia de Manuca Almeida. O poeta, ator e compositor, produtor cultural, filho de Aracaju – SE e adotado por Juazeiro – BA que nos deixou em 11 de novembro de 2017.

O lançamento do Calendário será no próximo dia 16 (segunda-feira) às 19h no Quintal do Poeta, em Juazeiro, com show de Dom Pilé, Andressa Santos e apresentação de vários artistas da região.

Produzido em parceria com a Cadan Distribuição e a Gráfica Bandeirante, o anuário escolheu para cada mês um poema e pediu a 12 fotógrafos de Petrolina e Juazeiro que traduzissem em imagem os versos desse artista que tem mais de 200 músicas gravadas, algumas delas por nomes representativos, a exemplo de Gilberto Gil, Dominguinhos, Arnaldo Antunes, Família Caymmi e Ivete Sangalo.

O resultado desse casamento, ora imagem poética, ora poema visual, você pode acompanhar através dos olhares de Avelar Amador, Samuel Morais, Sérgio de Sá, Marcus Ramos, Maurício André, Sílvia Nonata, Lais Lino, Lisandra Martins, Chico Egídio, Cristiano Almeida, Alexandre Justino e Carlos Laerte, também idealizador da série e diretor da Clas Comunicação e Marketing.

16 anos

A série Calendários da Clas Comunicação e Marketing completa 16 anos em 2020 e já expôs com a gráfica Franciscana: Os Cartões Postais de Petrolina e Juazeiro, em 2004; As Imagens do Vale do São Francisco (2005); As Flores da Caatinga (2006); A Arte que Vem do Vale (2007); Fé e Folguedo (2008); Brincávamos Assim (2009); Paisagem de Interior (2010); Espetáculos do Vale do São Francisco (2011); Assim na Terra como no Céu de Celestino (2012); Olhar poesia (2013); Beleza Pra Mim (2014); Artesanato de Petrolina (2015); Geraldo Azevedo, pelos raios desse sol (2016). Em parceria com a gráfica Bandeirante foram realizados os calendários, São Francisco, reflexos de um rio (2017), Noturno Vale do São Francisco (2018) e Sentires em Preto e Branco (2019) (Ascom)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Apesar de casos de Covid-19 em escolas, instituições seguem com aulas presenciais em Pernambuco

Um dia após emitir uma nota oficial informando que os alunos do terceiro ano estão afastad…