Petrolina (PE): Sindsemp realiza mobilização com carreata pela aprovação do piso nacional de enfermagem

Nesta sexta-feira (14) o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Petrolina (Sindsemp) convocou uma mobilização em prol da aprovação do Projeto de Lei que estabelece o piso salarial dos servidores públicos enfermeiros, técnicos de enfermagem e parteiras. A medida, se aprovada, beneficia não somente os servidores públicos do município de Petrolina, como todos os profissionais do país.

A mobilização em forma de carreata percorreu vários pontos da cidade de Petrolina e contou com a presença de servidores públicos municipais sindicalizados, além do presidente do Sindsemp, Walber Lins e a delegada da saúde do Sindsemp, Ruth Viviane.

“Estamos hoje nesta mobilização com toda a categoria de enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliar e parteiras para aderir ao momento de luta da categoria. Queremos abrir os olhos da sociedade para a nossa importância, principalmente neste momento de pandemia onde tudo parou, menos os profissionais de saúde que seguem na linha de frente da pandemia. Por isso estamos reivindicando melhores condições de trabalho, através de um piso salarial adequado para que possamos manter nossa família e uma carga horária digna em que o profissional possa ter o seu momento de descanso, trabalhar e atender a população da melhor maneira”, explicou Ruth Viviane.

O presidente do Sindsemp, Walber Lins, também falou sobre a importância de realizar uma mobilização dos profissionais da saúde na semana em que se comemora o dia do enfermeiro e o dia internacional da enfermagem.

“Nós buscamos justamente nesta mobilização, o piso nacional da categoria de enfermagem, diante do projeto de lei 2564 que será votado pelo Congresso Nacional. Então o Sindsemp conduz mais uma ação de mobilização, trazendo as condições sanitárias exigidas e contando com a participação dos associados, para que possamos garantir a conquista desse direito ao servidor, de ter um piso digno e de valorização para a categoria. Os profissionais de enfermagem são comprometidos, estão na linha de frente da pandemia e cuidam de todos vocês cidadãos, amigos, familiares e parentes, dando o seu máximo para salvar vidas. Então vamos lutar para garantir esse direito. O piso nacional da enfermagem é necessário e urgente!”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pernambuco registra, em 24h, 738 casos e 42 óbitos pela Covid-19

Pernambuco registrou, nas últimas 24 horas, 738 casos da Covid-19. Os dados são do boletim…