Petrolina (PE): Levantamento aponta baixo risco de infestação pelo Aedes aegypti na cidade

O primeiro Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) de 2021, em Petrolina, realizado pela Secretaria Municipal de Saúde neste mês de Janeiro, ficou em 1,0%. Isso significa que o município apresenta baixo risco para surto de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, de acordo com as diretrizes do Ministério da Saúde.

Foram vistoriados estabelecimentos residenciais e comerciais em diversos bairros da cidade e as localidades com maiores taxas de infestação foram: Condomínio Summer Ville, Condomínio Sol Nascente, Park Jatobá 1, Novo Horizonte, Henrique Leite, Idalino Bezerra, Rio Jordão, Cidade Universitária, Condomínio Alphaville, Área Militar, Vila dos Ingás, Loteamento Eduardo, Condomínio Ecospa, Condomínio Buona Vitta, Loteamento Santa Bárbara e Loteamento Padre José de Castro, com índice de 2,3%.

Embora o cenário apresentado pelo primeiro LIRAa do ano seja satisfatório, não é momento de relaxar nos cuidados, principalmente por conta das chuvas de verão. “Estudos apontam que cerca de 80% dos focos do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya estão dentro dos domicílios. E são encontrados em depósitos como vasos, garrafas, pratos de plantas, bebedouros de animais, entre outros. As ações de controle das arboviroses continuam sendo intensificadas pelos agentes de Combate às Endemias, mas é preciso reforçar o alerta aos moradores para a eliminação de possíveis focos em suas residências” destaca a secretária Executiva de Vigilância em Saúde, Marlene Leandro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Após superlotação, Miguel Coelho negocia abertura de novos leitos de UTI para covid-19 em Petrolina (PE)

O prefeito Miguel Coelho fez um novo pronunciamento, nesta quinta (04), sobre a situação d…