Petrolina (PE): Famílias ocupam casas do Residencial Novo Tempo V, e moradora desabafa: “Estamos numa invasão feito bicho”

Após o sorteio  realizado na quarta (07), que contemplou 230 famílias para o Residencial Novo Tempo V, em Petrolina (PE), cerca de 23 famílias que vivem em invasões na cidade, e que não foram sorteadas,  resolveram ocupar algumas casas do residencial.

A dona de casa Maria José, da invasão Vila Velha, disse que não aceita o resultado do  sorteio e solicita uma resposta urgente da prefeitura sobre os critérios dos nomes escolhidos. ” Eu quero falar a respeito dessas listas. Porque nosso nome não veio se nós  assinamos o dossiê? Estávamos esperando ansiosamente pelo nosso nome e não veio. A gente quer uma resposta. A gente quer uma prova do porque nosso nome não ter vindo e de um bocado veio. A gente não vai  entregar a casa. Estamos aqui firmes e fortes e iremos batalhar por nossa moradia”, desabafou.

Maria disse que na Vila da Paz  os moradores são esquecidos  e que muitas pessoas que não residem em invasões, e que têm condições,  foram contempladas. “Muita gente não mora na invasão e o nome tá na lista, enquanto a gente tá lá esquecido. Vem olhar para gente, vem dá a moradia da gente. Ali a gente passa fome, sofre na muriçoca, não tem um vento. A gente não tem melhoria de nada”, chorou.

A dona de casa, que  estava representando outras famílias com o desabafo, disse que os moradores querem respostas, mas também soluções. “Vocês estão deixando a gente pra trás. Estamos numa invasão feito bicho”, finalizou.

(Colaboração e foto -Ivo da Hora)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Juazeiro (BA): Taxa de ocupação de leitos de UTI Covid-19 está em 33%

A taxa de ocupação de leitos de UTI Covid de Juazeiro (BA) está em 33%. A informação está …