Petrolina (PE): Documentário gravado no Balneário de Pedrinhas vai mostrar cotidiano de pescadores

O dia a dia de homens que realizam uma das profissões mais antigas da humanidade, a pesca, será tema de um documentário com cenas gravadas no Balneário de Pedrinhas, localizado em Petrolina (PE), região do Vale do São Francisco. O filme “PESCADORES NA REDE: os peixes, o afeto e a alimentação” tem como objetivo evidenciar o cotidiano dessas pessoas, as relações de afeto entre eles e o território social, cultural e gastronômico local.

Fruto de pesquisas sobre a atividade da pesca, atividade tradicional e geradora de renda e de alimento para diversas famílias que vivem em terras banhadas pelo Velho Chico, o documentário acende questionamentos importantes: até que ponto a cultura da pesca, tão antiga, está sendo preservada? sofreu mudanças? se tornou obsoleta, ou seja, ultrapassada, tendo em vista a ação de grandes empresas produtoras de peixe?

Para Ananda Mariposa, que fez a direção de imagens e entrevistas com os pescadores, a produção mostra, com sensibilidade, como a atividade da pesca vai além do trabalho braçal, e coloca os pescadores enquanto protagonistas de histórias de identidade e pertencimento.

“Olha para o Rio São Francisco e você lembra da atividade da pesca, que é cultural. E no projeto, nas pesquisas, eu vi que é algo hereditário, de tradição, passado por pais, filhos, avós. Uma família de pescadores é envolvida com essa questão da pesca, com o respeito com o rio, o respeito com os seres de água. A gente foi muito aberto ao que eles têm para nos passar, e eles vão ter a oportunidade de mostrarem quem são, a cultura deles, a hereditariedade e a tradição”, pontua.

O documentário “PESCADORES NA REDE: os peixes, o afeto e a alimentação” em breve será disponibilizado no YouTube. Outras informações sobre o projeto podem ser conferidas no Instagram (@pescadoresnarede) e na página oficial no Facebook (Pescadores na Rede).

PANDEMIA: O filme é resultado de um trabalho feito durante a pandemia de coronavírus, enfrentada pela população brasileira desde o início de 2020. Por isso, todas as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) foram seguidas à risca para não oferecer risco à equipe e/ou aos entrevistados. Os prejuízos causados pela pandemia, à atividade dos pescadores, também fazem parte dos relatos que farão parte da produção.

APOIO E EQUIPE: O projeto tem apoio financeiro do Estado de Pernambuco, através da Secretaria de Cultura de Pernambuco e Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco, via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal. Produção executiva de Agda Terra, direção de imagens e entrevistas de Ananda Mariposa, roteiro de Kris de Lima e decupagem e edição de vídeo de Marina Nunes de Oliveira. (ascom)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Senado aprova projeto de lei que reduz tarifa de energia por cinco anos

Senadores aprovaramm em votação simbólica, um projeto de lei que reduz as tarifas de energ…