Petrolina (PE): Cerca de 100 animais abatidos e vísceras em estado de decomposição estão entre as apreensões em matadouro clandestino

A prefeitura de Petrolina (PE) divulgou neste sábado (18), as apreensões realizadas durante a operação de sexta-feira (17),  que  desarticulou um grupo que realizava abate clandestino de animais, conforme publicado mais cedo por este blog.

De acordo com a prefeitura, grande parte dos bichos eram caprinos e ovinos, eles seriam comercializados nas feiras e demais estabelecimentos da cidade. Durante a ação, além da condução dos envolvidos à delegacia, todas as carnes foram apreendidas.

No local foram encontrados cerca de 100 animais já abatidos, que foram identificados através das peles e das carcaças, as vísceras estavam em estado de decomposição, muita sujeira e sangue misturados aos animais mortos.

A fiscalização também localizou mais 30 animais em condições de maus-tratos. Durante a operação foi constatado ainda que o grupo estava de posse de carimbos e documentos falsificados.

Para o diretor-presidente da Vigilância Sanitária, Marcelo Gama, a operação além de desarticular a criminalidade, resguardou a saúde pública. “Temos um abatedouro público funcionando 24h em Petrolina para assegurar aos comerciantes abates com segurança, higienização e todos os trâmites legais que asseguram uma carne de qualidade destinada ao consumidor final, que é a população. Prezamos pela saúde pública da população, com isso, estamos atuantes e vigilantes a estas situações”, explicou Gama.

Sobre a operação, o diretor ainda ressalta. “Temos uma parceria com a Guarda Municipal que está junto com a nossa equipe de vigilância nas operações e ações de combate à clandestinidade, em especial de abates. Contamos nesta operação com o apoio da Polícia Rodoviária Federal, uma vez que esses produtos iriam para outras cidades da região. Reforço mais uma vez, o nosso trabalho é para assegurar que produtos com certificação de qualidade cheguem até o consumidor, isso é saúde pública”, acrescentou.

A população pode denunciar através do 153, número da Guarda Civil Municipal, e também do 156, da Ouvidoria Municipal que funciona de segunda a sexta-feira em horário comercial.

(ascom)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pernambuco tem mais 566 casos da Covid-19 e 11 óbitos em 24h

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta quarta-feira (27), 566 casos da C…