Petrolina (PE): Armup flagra estação elevatória lançando esgoto no rio São Francisco e multa Compesa

A Agência Reguladora de Serviços Públicos de Petrolina (Armup) constatou mais uma irregularidade nos serviços prestados pela Compesa no município. Após inspeções realizadas nesta terça-feira (16), a agência verificou que a estação elevatória localizada no bairro Cohab Massangano estava com sua única bomba queimada lançando assim, os esgotos sem qualquer tipo de tratamento, diretamente no Velho Chico.

De acordo com o diretor presidente da Armup, Rubem Franca, a Compesa já havia sido notificada para corrigir a situação recorrente em várias estações elevatórias, contudo, a Companhia não solucionou o problema. “Nós, inclusive, já notificamos a Compesa várias vezes por conta deste tipo de irregularidade, mas infelizmente nada é feito. Diante desta situação não resta outra alternativa à administração municipal que não seja tomar as medidas necessárias e multar a Compesa, mais uma vez”, disse.

O diretor da Armup reforçou também que o problema é ainda pior. Segundo ele, as fiscalizações constantes da Armup já apontaram que, das 31 estações elevatórias de esgoto da Compesa, 75% delas não possuem a bomba reserva funcionando. Para evitar os danos ambientais, a agência tem intensificado – há mais de três anos – as solicitações para instalação de grupos geradores e bombas reservas para todas as Estações Elevatórias de Esgoto, porém não foi atendida.

Esse equipamento de reserva é obrigatório e necessário para manter o serviço de bombeamento de esgoto em caso de mau funcionamento da bomba principal. A multa aplicada pela Armup equivale a 1% do faturamento líquido mensal da Compesa e também considera todo um prejuízo de ordem ambiental e material, em especial, pertinente à poluição do Rio São Francisco e despejo de esgoto bruto em seu leito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

MPPE recomenda a Petrolândia, Floresta e outros 15 municípios seguir com vacinação de grupos prioritários

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio de Promotorias de Justiça locais, expe…