Petrolina lembra Dia Mundial da Tuberculose

0

A Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE/IMIP) lembra a toda população que a data de 24 de março é conhecida no calendário da saúde por ser o Dia Mundial da Tuberculose. A mobilização contra a doença foi criada em 1982 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em homenagem aos 100 anos do anúncio do descobrimento do bacilo causador da enfermidade, pelo médico Robert Koch.

Segundo estimativas da própria OMS, 10 milhões de pessoas ainda adoecem com tuberculose a cada ano e muitas delas não recebem os cuidados necessários. E embora seja uma doença passível de ser prevenida, tratada e mesmo curada, ainda mata mais de 4 mil pessoas todos os anos no Brasil.

Cada paciente com tuberculose pulmonar que não se trata, pode infectar, em média, de 10 a 15 pessoas por ano, sendo que os principais fatores que contribuem para a disseminação da doença são: a pobreza, má distribuição de renda, AIDS, desnutrição, más condições sanitárias e a alta densidade populacional.

Sinais e sintomas

Por conta da facilidade de contaminação é de extrema importância que as pessoas conheçam os sinais e sintomas da doença, que (segundo o Ministério da Saúde) são: tosse seca ou com secreção por mais de três semanas, podendo evoluir para tosse com pus ou sangue; cansaço excessivo e prostração; febre baixa geralmente no período da tarde; suor noturno; falta de apetite; emagrecimento acentuado e rouquidão.

Prevenção
A vacina BCG protege as crianças contra as formas mais graves da doença e é obrigatória para menores de um ano. A melhor forma de prevenir a transmissão da doença é fazer o diagnóstico precoce e iniciar o tratamento adequado o mais rápido possível. Com 15 dias após iniciado o tratamento, a pessoa já não transmite mais a tuberculose. O tratamento deve ser feito por um período mínimo de 6 meses, diariamente e sem nenhuma interrupção. Vale ressaltar que só termina quando o médico confirmar a cura total do paciente.

Assistência

A porta de entrada do paciente com tuberculose no sistema público de saúde é através da atenção básica. Diante de qualquer suspeita, deve-se procurar o posto de saúde mais próximo do local de residência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Reforma na orla: Miguel Coelho assina ordem de serviço para início das obras do calçadão e ciclovia

Um trecho de 1 quilômetro da orla de Petrolina vai ser repaginado. A ordem de serviço para…