Petrolina: “Estão acabando com nossa empresa, mas não acabarão com os nossos sonhos”, dispara dono da Joalina

2

O proprietário da empresa de transporte coletivo ‘Joalina’, Eurico de Sá Cavalcanti (Leãozinho),  fez um desabafo sobre o encerramento da linha que atua há mais de 60 anos  no município de Petrolina (PE).  Esta sexta-feira (29) é o penúltimo dia que os veículos estarão operando na cidade. A partir de 1º de dezembro a nova frota de ônibus fica sob o comando da ‘Atlântico Transportes’.

Confira a íntegra do desabafo:

A hora de dizer adeus será sempre a hora mais dura, a mais escura. A Joalina não está parando, estão nos parando. Com a gente pára a oportunidade de trabalho para cerca de 300 famílias. Para uma empresa qualquer são apenas funcionários, mas não os tratamos assim. São nossa família.

Em nossa região desconhecemos uma empresa onde tantos colaboradores trabalharam tanto tempo, se aposentaram aqui. Depois dessa relação profissional, o relacionamento continuou e continua até hoje.

Disseram muita coisa da gente, tivemos dificuldades imensas. Pelos percalços que nos foram impostos, por vezes uma ou outra coisa atrasou, mas não há um registro de incorreção ou que tenhamos passado alguém para trás. Um único além da má-fé plantada.

Muita gente viu a cidade pelas janelas da Joalina e nós tínhamos orgulho de ver essa gente aqui dentro. E como amamos esse povo, como respeitamos.

Se falou muita bobagem, muita mentira. Fantasiou-se muito com nosso nome, mas só Deus sabe o que passamos para manter a empresa aberta e oferecer dignidade às nossas famílias.

Nos entristecemos que Petrolina se calou quando pegaram uma empresa genuinamente nossa, de nossa cidade, de nossa gente e jogaram fora como se fosse algo descartável e como se não tivéssemos ajudado a construir a cidade que amamos. Mas entendemos, a orquestração foi plantada e a mentira virou verdade.

Não, não nadamos em dinheiro, não temos muitas posses, não ostentamos. Moramos na mesma casa, não sucumbimos ao dinheiro fácil e não traímos nossos valores. Nós somos os mesmos, com as mesmas convicções e a mesma fé.

Estão acabando com nossa empresa, mas não acabarão com os nossos sonhos. Nos diminuem, mas não apagarão nossa história. No fim, no ciclo da vida, os cães ladram, mas o rugido do Leão será sempre lembrado.

[Eurico de Sá Cavalcanti (Leãozinho) – Proprietário da empresa Joalina]

(Foto: Reprodução SóNôSocial)

2 Comentários

  1. Joseilton

    29 de novembro de 2019 em 16:20

    Um sem coração desse que usurpou Petrolina, por mais de 50 anos,nunca teve a decência de melhorar os coletivos da sua empresa ,para atender a população de petrolina com mais conforto !.
    Parabéns prefeito é isso ai,mas Deus queira que não seja mais uma dessas empresas, que aqui estão! .
    Estamos de olho.

    Responder

  2. Marcos (conhecido como Marcos da Joaluna)

    30 de novembro de 2019 em 21:26

    Trabalhei por mais de 15 anos nessa empresa, fazendo uma carreira, iniciando como cobrador, passando por vários setores até me formar e trabalhar profissionalmente como motorista. Muito mais que uma empresa, uma família. Por isso é muito triste saber que uma empresa do porte da Joalina, que fez parte da vida de quase todos os habitantes da região, hoje está fechando as portas. Penso que o setor público deveria dar incentivo para a empresa melhorar cada vez mais e, assim, prosseguir servindo à população de toda região, como fez durante mais de 60 anos.

    Responder

Deixe uma resposta para Joseilton Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Codevasf divulga edital de concurso público com remuneração de mais de R$ 8 mil; há vagas para Petrolina (PE) e Juazeiro (BA)

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e da Paraíba (Codevasf) divulgou…