Petrolina: Alvorlande Cruz afirma que pediu a Mesa Diretora espaço para mãe da garota Beatriz

2

Diante da participação na Câmara Municipal de Wank Medrado, advogado de Allinsson Henrique, apontado pela polícia como suspeito de apagar imagens do Caso Beatriz, o vereador Alvorlande Cruz afirmou que solicitou à Mesa Diretora, que Lucinha Mota, mãe da garota Beatriz tivesse espaço para uso da tribuna, mas o pedido foi negado.

“Não custava nada ela ter o direito de resposta, mesmo que no passado ela tenha usado a tribuna, digo isso por conta da situação que o caso tomou”, disse o vereador.

 

 

 

2 Comentários

  1. ELDA VANESSA CARVALHO DE OLIVEIRA

    9 de outubro de 2019 em 09:32

    Meu Deus, quer dizer que só a parte acusada teve o direito? e a vítima não teve? que absurdo, nota 0 pra esses vereadores.

    Responder

  2. Marinalva

    9 de outubro de 2019 em 11:55

    Com certeza alvorlande está certíssimo. Se o tal Alisson não tivesse nenhuma culpa porque fugiu? Ele deveria descobrir logo toda a verdade.Esses vereadores de Petrolina são uma vergonha. Não acredito que a polícia não saiba quem matou Beatriz.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Anvisa adia votação do cultivo de maconha para fins medicinais no Brasil

Em reunião pública da Diretoria Colegiada, realizada nesta terça-feira (15), a Agência Nac…