Pesquisador da Facape explica que o que  define a necessidade do Lockdown  é o percentual de leitos de UTI que estão ocupados

0

O coordenador  de uma pesquisa desenvolvida pelo colegiado de Economia da Facape, que acompanha a evolução dos casos de  coronavírus em Petrolina (PE) e Juazeiro (BA),  disse na manhã desta segunda-feira (29), que o que definiria um possível Lockdown (confinamento) na região seria  o percentual de leitos de UTI que estão sendo utilizados.

” O que define essa necessidade ou não do  fechamento dessa maior restrição é o percentual de leitos de UTI que estão ocupados (…)  Os  dados de ontem (28) indicam que a gente está numa taxa de 70%. Isso caiu no dia (24/06) quando apareceu mais 10 novos leitos, caiu para 60% e  hoje em dia está em torno  70%. Então é isso que vai definir. É isso que a gente está monitorando, também, esse percentual de leitos utilizados. Como tem mais 50 leitos chegando na cidade, isso aí diminui muito essa possibilidade de você ter uma medida mais restritiva do tipo lockdown”, explicou o professor doutor João Ricardo Lima em entrevista ao Programa Edenevaldo Alves na Petrolina FM.

O pesquisador disse  que a evolução dos casos precisa continuar sendo monitorada  e que os dados mostram um crescimento contínuo nas cidades vizinhas e que a situação está correlacionado. “Se aumenta o número de casos, vai aumentar a necessidade de leitos de UTI, número de respiradores e também pode aumentar a taxa de mortalidade”, explicou.

 João Ricardo reforça a importância da população ficar ciente sobre o percentual de leitos  de UTI público que esta sendo utilizado . “Então essa é a informação mais importante nesse momento do que quantos novos casos. É  a gente entender quantos leitos de UTI publico estão utilizados na nossa região. É isso que define”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também