Pesqueira (PE): MPPE recomenda que prefeitura deve garantir atendimento prioritário a pessoas com doenças raras

O Ministério Público de Pernambuco recomendou à Prefeitura de Pesqueira (PE) que mantenha o atendimento prioritário a pessoas com doenças raras existentes na cidade, adotando providências de urgência e sistemáticas, inclusive diante da situação de emergência imposta pela pandemia de Covid-19.

De acordo com a recomendação, não deve ocorrer qualquer suspensão ou interrupção de alimentação (básica, nutricional ou suplementar) e kits de higiene para as famílias que estejam isoladas em casa, podendo a entrega ser, preferencialmente, domiciliar ou, no mínimo, em ponto ou local estratégico mais próximo à casa do paciente para que a família não quebre o isolamento. Precisam ainda ser disponibilizados todos os materiais de uso contínuo para os procedimentos de rotina (ex: lavagem intestinal).

Dessa forma, a Prefeitura, por meio das suas Secretarias e Redes de Apoio à Saúde e Assistência Social, deve identificar todos as pessoas com doenças raras para que não lhes faltem alimentos, fraldas e a medicação necessária (seja diretamente ou por receituário), e que não haja qualquer suspensão no atendimento.

 O atendimento de saúde deve considerar a gravidade de cada caso e a condição de paciente, para que ocorra a devida assistência, nem que seja por vídeo chamada, para garantir a segurança dos pacientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Futebol: Juazeirense enfrentará o Sport do Recife na Copa do Brasil

Em sorteio realizado na tarde desta terça-feira (02) na sede da CBF, a Juazeirense conhece…