Pernambuco registra aumento de Síndrome Respiratória Aguda Grave em crianças

0

O Plano de Convivência com a Covid-19 possibilitou uma maior circulação de pessoas durante a pandemia do novo coronavírus em Pernambuco. O Estado se encontra em um momento de redução do número de contágios e mortes pela doença, mas a atenção aos hábitos reforçados de higiene e segurança precisa ser mantida. De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, no mês de agosto está sendo observada uma maior procura de leitos para crianças com problemas respiratórios.

“Temos observado a maior circulação de crianças com seus pais. Hoje mesmo estive em um shopping, e você observa cada vez mais pais, casais, com seus filhos, circulando. Isso faz com que as crianças se exponham mais. Nós tínhamos observado, até o mês de julho, uma queda expressiva nos casos de doenças respiratórias em crianças nas nossas emergências, mas parece que agora, em agosto, temos uma maior exposição de crianças, tanto pelo fato de os adultos estarem circulando e voltando para casa quanto pelo próprio fato de as crianças estarem saindo de casa”, informou Longo.

A maior procura do serviço de urgência para problemas respiratórios em crianças foi observada no Hospital Barão de Lucena, na Zona Oeste do Recife. De acordo com o secretário, o governo estadual está avaliando a possibilidade de ampliação de vagas para crianças com Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag).

O resultado positivo para a Covid-19 em crianças que apresentam a Srag tem sido menor que em outras idades. Enquanto nas crianças o percentual é de 26%, a proporção média em Pernambuco, desde o início da doença, em todas as idades é de 53%. “Estes dados corroboram os relatos e estudos consolidados dentro e fora do Brasil, que apontam que, apesar de serem igualmente propensas a se infectarem pela Covid-19, as crianças apresentam menor risco de desenvolver a forma grave da doença. Mas precisamos reforçar que ninguém está imune ao vírus e todos podem se tornar vítimas da doença, até crianças”, afirmo o secretário estadual de Saúde.

Para atendimento de casos de Srag em crianças, Pernambuco conta com mais de 100 leitos voltados para bebês e crianças, sendo 37 de terapia intensiva. A ocupação média dessas vagas atualmente é de 64%. De acordo com Longo, a ampliação da rede faz parte do planejamento da Secretaria de Saúde de Pernambuco. “Estamos avaliando as possibilidades de ampliação de novas vagas junto aos serviços de referência para Covid-19”, informou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Covid-19: ocupação de leitos na rede privada cai para 57% em agosto, segundo boletim Nacional

A taxa mensal de ocupação de leitos para covid-19 em hospitais de 52 operadoras privadas d…